RA004_Rabanete_Rabanito_Radish_Cherry-Belle_Sementes-Biologicas_Semillas-Ecologicas_Organic-Seeds_Sementes-Vivas_1
RA004_Rabanete_Rabanito_Radish_Cherry-Belle_Sementes-Biologicas_Semillas-Ecologicas_Organic-Seeds_Sementes-Vivas_1

Rabanete 'Cherry Belle'

Raízes
Iniciante
Bio
1,59 €
Com IVA
RA004-BAPS01

ÉPOCA DE SEMENTEIRA

 width=

Rabanete fácil e rápido de cultivar, vermelho cereja por fora e branco por dentro. O bolbo é tenro, com sabor suave e ligeiramente...

Quantidade por saqueta: 4 g
  • 4 g
  • 50 g

 

Itinerário técnico da cultura do Rabanete (Raphanus sativus)

Como cultivar rabanete biológico?

Sementeira

Feita no local definitivo, realizando-se um desbaste 15 a 20 dias após a sementeira.

Solo

A cultura adapta-se a qualquer tipo de solo, preferindo no entanto os solos profundos, textura argilosa e neutros, não tolerando a salinidade. O pH deve estar compreendido entre 5.5 e 7.0.

Clima

Prefere climas temperados, com temperaturas entre os 6 e 30°C, sendo o intervalo óptimo entre 18 e 22°C.

Fertilização

Não é uma cultura exigente, no entanto se o solo for pobre deve incorporar-se composto em fertilização de fundo. É sensível à carência de boro.


Rega

O solo deve encontrar-se sempre húmido, sem encharcamentos, sendo assim a rega gota-a-gota uma boa opção.

Controlo de infestantes

As falsas sementeiras e solarização do solo são opções antes da instalação da cultura. Após a sua emergência, a monda mecânica nas fases iniciais da cultura e o mulching com materiais orgânicos são boas opções para diminuir a competição entre a cultura e infestantes.

Controlo de pragas

Os afídeos, lagartas das folhas e lagartas roscas são pragas da cultura. Para o controlo dos afídeos devem realizar-se fertilizações moderadas sem excesso de azoto, limitação natural com sebes em bordadura para favorecer os auxiliares, luta biológica com himenópteros parasitóides e predadores e, se necessário, a aplicação de sabão de potássio ou azadiractina. As lagartas das folhas são controladas através de tratamento biológico com Bacillus thuringiensis preferencialmente com aderente (silicato de sódio, óleo de pinho ou leite em pó magro). As lagartas roscas são controladas evitando o uso de estrume fresco, o uso de isco com farelo + melaço + Bacillus thuringiensis sobre o terreno junto à cultura, Bacillus thuringiensis em pulverização, luta biológica com nemátodes Steinernema carpocapsae e, se necessário, pela aplicação de azadiractina.

Controlo de doenças

O míldio é uma doença da cultura, devendo para o seu controlo realizar-se rotações culturais adequadas, compassos largos, evitar excesso de água no solo e sobre as plantas e, como recurso, a aplicação de fungicidas cúpricos.

Pós-colheita

As condições de conservação andam em torno de 2 a 5°C e 90 a 96% de humidade relativa.



Variedade
Raízes
Nível
Iniciante
Certificação
Bio
Cor
Vermelho
Nome científico
Raphanus sativus L.

Também poderá gostar

Produto adicionado aos seus favoritos