Portes de envio grátis a partir de 30€ e com peso até 500g, válido para Portugal e Espanha. Apoios
Cebola ‘Branca de Lisboa’

Cebola ‘Branca de Lisboa’

1,69 €
Com IVA

Com uma suculência e vivacidade que é outro campeonato. Formato esférico e sabor apurado, com uma rama que merece ser contratada para as suas saladas.

S.L.B Produto oficial 

o

ÉPOCA DE SEMENTEIRA

o

o

PLANTA ADEQUADA PARA VASOS

o

 

Itinerário técnico da cultura da Cebola (Allium cepa)

Como cultivar cebola biológica?

Sementeira

Pode ser feita no local definitivo ou em tabuleiro com posterior transplante (mais frequente) para o local definitivo passados 3 ou 4 meses. A cultura pode ser feita em linhas, mantendo 10 cm de intervalo entre plantas e 30 a 45 cm entre linhas.

Solo

A cultura prefere solos férteis e bem drenados, sendo os com uma textura argilo-arenosa os mais adequados, e em que  solos de texturas pesadas os camalhões ou as linhas devem ser subidos, de forma a permitir uma drenagem adequada. O pH do solo deve encontrar-se entre 5.9 e 6.5.

Clima

Prefere climas amenos, sem calor excessivo, devendo ter boa luminosidade e evitando locais com sombra.

Fertilização

Deve realizar-se uma fertilização de fundo com a incorporação de composto.

Rega

A cebola é uma cultura muito sensível a défices e excessos de água, devendo a primeira rega ser realizada logo após o transplante. Devido ao sistema radicular pouco profundo as regas devem ser frequentes, devendo ter-se atenção durante o engrossamento do bolbo. Quando as folhas começam a secar, um sinal de maturação, a rega deve ser descontinuada. O sistema gota-a-gota pode ser assim uma boa opção, evitando também que as folhas fiquem húmidas e leve ao desenvolvimento de doenças. 

Controlo de infestantes

mulching com materiais orgânicos é uma boa opção, pois leva a uma menor competição entre as infestantes e a cultura e ajuda também a manter a humidade no solo. A ausência do controlo adequado de infestantes leva a rendimentos inferiores e ao alojamento de pragas. A monda térmica é também uma alternativa válida, mas mais dispendiosa.

Controlo de pragas

Os nemátodes das galhas e as tripes são  pragas da cultura. Os nemátodes das galhas podem ser controlados através de rotações, biofumigação e solarização do solo. Quanto ao controlo das tripes devem usar-se plantas em bordadura favoráveis aos auxiliares antocorídeos (como malmequeres) e luta biológica com ácaros predadores e antocorídeos.  

Controlo de doenças

A alternariose e o míldio são doenças da cultura. Para o controlo da alternariose podem usar-se compassos largos para além de, se necessário, fungicidas cúpricos (como calda bordalesa). O míldio pode controlar-se através de compassos largos, rotações culturais adequadas e, se necessário, fungicidas cúpricos. 

Colheita

Quando 50% das plantas tiverem o escapo floral seco e a “tombar”, as cebolas devem ser arrancadas e deixadas a secar durante 2 a 7 dias dependendo das condições climatéricas. A fim de ajudar a evitar escaldões, a parte superior das plantas de uma linha deve ser colocada sobre os bolbos da linha seguinte. Se na altura da colheita estiver a chover o processo de secagem deve ser feito num local abrigado. Após este processo de secagem, as raízes e cerca de 2.5 cm acima do bolbo devem ser aparados.

Pós-colheita

Em ambiente refrigerado com uma humidade relativa de 65 a 70%, as cebolas podem conservar-se durante várias semanas, devendo frequentemente realizar-se uma inspecção e retirar do local de armazenamento bolbos que apresentem sinais de mau estado sanitário.

RA001-BASLB1

Clientes que compraram este produto também compraram:

Produto adicionado aos seus favoritos

Para melhorar a sua experiência de utilização, este site usa cookies. Ao navegar está a aceitar a presente política. Para saber mais, consulte a nossa política de cookies.